×
ArabicEnglishFrenchItalianJapanesePortugueseSpanish

Aeronaves

Voos de recertificação do 737 MAX estão previstos para começar amanhã

Os voos de teste para recertificar o Boeing 737 MAX devem começar amanhã. Segundo fontes, está programado um treinamento de três dias para testar a aeronavegabilidade do jato antes de sua reintrodução.


Voos de recertificação do 737 MAX estão previstos para começar amanhã

Talvez não demore tanto tempo até que a saga 737 MAX chegue a uma conclusão bem-sucedida e vejamos a aeronave de volta ao céu. Depois de dois acidentes fatais que fez o modelo de jato pausar suas operações em março de 2019, será uma grande novidade ver o 737 MAX em operação novamente.

O 737 MAX já passou por uma série de revisões para voltar a voar. De acordo com a página MAX Updates da Boeing, a aeronave adicionou três camadas extras de proteção ao Sistema de Aumento de Características de Manobra (MCAS) e atualizações de segurança ao software de controle de voo.

A Boeing também realizou mais de 1.000 voos de teste e produção para garantir que o 737 MAX seja seguro para voar novamente. A próxima semana marca um avanço significativo na preparação para a recertificação. Na segunda-feira, os pilotos da Federal Aviation Administration (FAA) e da Boeing começarão a testar a aeronave novamente.

737 MAX

Uma série de cenários no ar testará se o 737 MAX está realmente pronto para o serviço.

Como serão os testes?

Embora a Boeing  tenha testado o 737 MAX até certo ponto, o foco nos próximos três dias será levar a aeronave ao limite. Os testes começarão com um briefing em Seattle. Depois disso, a avaliação prática em um 737 MAX 7 ocorrerá no estado de Washington, Moses Lake e no Oceano Pacífico.

Pilotos irão testar a aeronave em uma variedade de cenários, incluindo pouso touch-and-go. Além disso, as equipes farão testes em diversas, começando com curvas acentuadas, avançando para acrobacias mais extremas.

Fundamentalmente, os testes serão vitais para avaliar o novo e melhorado software MCAS. Os pilotos precisarão trabalhar com o sistema da mesma maneira que as equipes nos momentos que antecederam os dois acidentes fatais no MAX. O objetivo deste teste é garantir que os pilotos possam evitar acidentes no futuro.

Quando o 737 MAX voltará às operações?

No entanto, embora todas essas sejam boas notícias, é melhor não ter esperanças imediatas. Só em setembro o 737 MAX estará operacional novamente. Isso porque essa fase, embora avançada, ainda é apenas o começo. Uma vez concluído o treinamento de três dias, os dados do voo serão analisados pela FAA. 

Depois disso, o 18º administrador da FAA, Steve Dickson, avaliará a aeronave e somente então a aeronave será autorizada para operações.

Antes que isso aconteça, a FAA e a Boeing devem estar confiantes de que o MAX passará nas verificações finais. Em entrevista à Reuters , uma fonte com conhecimento dos testes disse que,

“A última coisa que a FAA ou a Boeing querem é que o administrador faça seu próprio voo e diga ‘não está pronto’. A Boeing quer que o voo de Dickson seja uma coroação.

Será então um caso de reciclagem de pilotos no novo software e operação do 737 MAX antes de ser programado nas redes aéreas.